quinta-feira, 14 de junho de 2018

Estação SSA da BRAMON

Depois de quatro anos de inatividade, volto a ter uma estação de detecção de meteoros. A estação SSA esta instalada  no bairro do Santo Antônio, no centro antigo de Salvador.  Há dez anos, neste mesmo sítio, fiz inúmeras observações de asteroides e cometas que geram 11 publicações em periódicos no exterior. Desta vez, minha estação esta orgulhosamente vinculada a BRAMON (Brazilian Meteor Observation Network). A câmera esta apontada aproximadamente para o leste e faz um ângulo de 16 graus com o horizonte. Atualmente, a estação esta em fase de implementação e calibração. Acredito que em julho de 2018, a estação SSA estará gerando dados que contribuirão para o estudo dos meteoros.


Câmera da Estação SSA. O prédio azul é o IFBA. O meteoro de 21-02-2018 UT foi
observado naquela direção. Se a estação estivesse operacional, o meteoro teria sido
detectado!

quarta-feira, 13 de junho de 2018

A ciência que eu faço - Jair Barroso Junior

Sexta parte do excelente depoimento do ex-astrônomo do Observatório Nacional (ON) Jair Barroso Junior. O Sr. Barroso é formado em física pela Universidade do Estado da Guanabara (1959) e foi um dos primeiros mestres em astronomia formados no Brasil. Em 1969, determinou o periodo  de oscilação de brilho da estrela variável CY Aquarii, utilizando um "fotômetro" de cunha" acoplado a luneta de 32-cm do campus do ON. Seu mestrado foi concluído no Instituto de Tecnologia da Aeronáutica (ITA) em 1971. Sua dissertação trata do estudo estudo de sistemas estelares binários cerrados. Os dados observacionais deste estudo foram obtidos através de um telescópio refletor Cassegrain-Newtoniano de 0,5-m de abertura, construído no próprio ITA.
Este depoimento é uma lição de vida para uma parcela não irrelevante de jovens cientistas e professores de instituições públicas brasileiras que infelizmente estão mais preocupados com suas agendas pessoais.



sexta-feira, 1 de junho de 2018

Intervenção Extraterrestre Já!

Seleção de trailers de filmes e séries de Hollywood que tratam do contato de criaturas e civilizações extraterrestres conosco. O tipo de contato foi dividido em "benignos", "malignos" ou "Ah! Ah! Enganei vocês!", quando as intensões benignas eram apenas um embuste para um plano de dominação do planeta Terra.
Muitos desejam que tenhamos já um contato com uma civilização extraterrestre tecnicamente avançada.  O argumento usado é que isto poderia nos fazer evoluir mais rapidamente, fazendo com esqueçamos nossas "pequenezas". Entretanto, neste momento de nossa história, isto seria realmente benéfico para nossa espécie?  O passado nos mostra que uma solução miraculosa, proposta ou desejada por um determinado grupo, pode não ser a melhor para toda a coletividade.


"Benignos"


2001: A Space Odyssey (1968)

Contatos Imediatos de Terceiro Grau (1977)*



A Chegada (2016)


"Malignos" 

Alien (1979)

Independence Day (1996)


Ah! Ah! Enganei vocês! :)

V (1983-1985)

Earth: Final Conflict (1997-2002)


* Sequestrar pessoas e as libertar 20 ou 30 anos depois sabe-se lá para que, pois o filme não explica a motivação, não é uma coisa boa na Terra ou mesmo na estranha exolua de Pandora.

sábado, 26 de maio de 2018

Meteoro da Bahia de 21-02-2018 UT

Esta análise do meteoro da Bahia é baseada em dados públicos divulgados no site "Fireballs" da NASA CNEOS, utilizando sensores instalados em satélites em órbita da Terra.

Em 01:28:03 de 21-02-2018 UT, um grande meteoro explodiu numa altitude de 31,5 km sobre o oceano atlântico numa distância de cerca de 160 km da cidade de Salvador (Bahia). O meteoro possuía um velocidade de 13,1 km/s, que tinha uma direção que era praticamente ao longo da linha zênite-nadir. Ao explodir o objeto emitiu uma radiação equivalente a 0,22 Kt ou 1,5% da energia liberada pela explosão da bomba atômica de Hiroshima, mas sem a produção de raios-X, gama ou fluxo de partículas, como os nêutrons.  Com esta energia, a massa do meteoroide era possivelmente de 11 toneladas ou 1000 vezes menor que o famoso meteoro da Russia de 2013. Conforme sugerido pela desaceleração do meteoro, estimada pela rede BRAMON a partir de dados de câmeras de segurança instaladas em Salvador, o objeto era de natureza rochosa. Considerando que o tipo mais comum de meteorito rochoso encontrado na superfície terrestre é o condrito ordinário, com uma densidade máxima de 3,84 g/cm^3, o diâmetro do objeto seria de 1,8 m.

Empilhadeira de contêineres Hyster H250H. Este equipamento
é comum em portos marítimos, como o de Salvador, e possui
uma massa equivalente a do meteoroide visto em nossa cidade. O
círculo representa o diâmetro estimado do objeto, suposto circular.

A rede de estudo de meteoros BRAMON, da qual faço parte, fez uma análise deste evento que possui grande exatidão, em termos astrométricos e cinemáticos, com os resultados obtidos por satélites, levando em consideração os prováveis erros sistemáticos destes últimos dispositivos. Este trabalho pode ser encontrado neste link


Posição da explosão segundo dados NASA CNEOS.

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Grande meteoro é avistado sobre os Estados de SP e MG em 25/05/2018 UT

Um grande bólido foi observado por centenas ou milhares de habitantes do nordeste dos estados de São Paulo e, provavelmente, sudoeste de Minas Gerais as 00:41 de 25-05-2018 UT.O meteoro produziu um "sonic boom" que foi ouvido em oito cidades e houveram sismos em quatro cidades (Porto Ferreira, Pirassununga, Araraquara e Américo Brasiliense). Três estações BRAMON conseguiram registrar o bólido e a trajetória atmosférica e órbita heliocêntrica puderam ser estimadas. A velocidade inicial foi de 35,11 km/s e a final de 24,4 km/s. A altitude inicial foi de 77,1 km e final de 18,6 km. 

Copilação de vídeos obtidos pela BRAMON e câmera de segurança.

Órbita heliocêntrica. A distância do afélio do meteoro é superior a do semi-eixo maior
de Júpiter.
Trajetória atmosférica.

Primeira Imagem do Caçador de Planetas de Segunda Geração

Em 17 (ou 18)-05-2018, o satélite TESS, destinado a identificar planetas solares tão pequenos quanto a Terra ou maiores em outras estrelas de nossa galáxia, obteve sua primeira imagem de um campo austral da Via Láctea na região do Centauro. Processei esta imagem com o programa online "Astrometry.net". O campo da imagem é de 10,8 x 8,13 graus, equivalente ao que seria obtido com um teleobjetiva ligada a uma câmera fotográfica usual.

O centro da imagem corresponde as coordenadas equatoriais ascensão reta 13h 44m 01.163s e
declinação -63° 19' 14.846". A escala de placa é de 37,1 arcsec/pixel. Alguns objetos da Via Láctea

estão marcados na imagem.


Campo de visão da imagem sobre uma parte da esfera
celeste.

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Navio dos Tolos

A gravura abaixo ilustra de forma bem exata a situação atual de nosso pais.  

Ilustração do artista Albrecht Dürer em Stultifera navis ("Navio dos Tolos") de Sebastian Brant, publicado por Johann Bergmann von Olpe (de), na Basiléia, em 1498.

Uma coisa que aprendi na vida é que a maioria das situações que vivemos é resultado de nossos atos. Indo para a política, podemos fazer uma extrapolação e o concluir o mesmo: quem coloca e deve tirar os políticos em seus cargos é o povo. Não devemos simplesmente votar por obrigação. Devemos cobrar nossos direitos dos eleitos. Nossos representantes devem trabalhar para o bem-estar da população e qualquer pensamento meritocrata é tolo perto desta condição que justifica a existência de um governo constituído.  

Baseado no par responsabilidade-culpa do inicio deste texto, sugiro uma pequena auto-reflexão: será que o caro leitor não é tão sórdido, mentiroso, egoísta e corporativista como este ou aquele membro de um dos poderes da república, que você tanto critica, e igualmente abusa de suas  efêmeras atribuições por motivações pessoais ? Pense nisto.